RSS Feed

Trilha de Areia

Posted by Eduardo Gomes



Como é difícil construir o chão que trilho. Ele não pode ter a aspereza do asfalto, basta a insensibilidade prática dos que esbarram. Também não pode ser feito de pedras, a rigidez das que foram atiradas não servem para caminhar sobre elas.
A terra que me servirá de leito ao final da caminhada há de servir também como estrada. Mesmo que a poeira levante e impeça por um momento o que me aguarda na próxima reta. Ainda que a maré (de sorte ou azar) invada a margem e assole planos ou os transforme em novos.
A areia foi feita para aceitar os passos. Basta, apenas, que eu decida dá-los para que as pegadas escrevam sua trilha. Os grãos podem mudar de direção a sabor do vento, as marcas vão ser apagadas, mas o caminho não se desfaz.

1 comentários:

  1. Arthus Kauã Fendeler Höelz

    J'ai un blog de ​​poésie: http://www.peresser.blogspot.com

Postar um comentário