RSS Feed

Trilha de Areia

Posted by Eduardo Gomes



Como é difícil construir o chão que trilho. Ele não pode ter a aspereza do asfalto, basta a insensibilidade prática dos que esbarram. Também não pode ser feito de pedras, a rigidez das que foram atiradas não servem para caminhar sobre elas.
A terra que me servirá de leito ao final da caminhada há de servir também como estrada. Mesmo que a poeira levante e impeça por um momento o que me aguarda na próxima reta. Ainda que a maré (de sorte ou azar) invada a margem e assole planos ou os transforme em novos.
A areia foi feita para aceitar os passos. Basta, apenas, que eu decida dá-los para que as pegadas escrevam sua trilha. Os grãos podem mudar de direção a sabor do vento, as marcas vão ser apagadas, mas o caminho não se desfaz.

SEPARAÇÃO

Posted by Eduardo Gomes



Acabou. Todos pensavam que nosso relacionamento era perfeito e a única palavra que nos definia era ‘Inseparáveis’. Eu realmente não me enxergava a não ser ao seu lado. ‘Ele completa ela e ela completa ele’, muito mais do que feijão com arroz ou do que Eduardo e Mônica. 
Passamos os melhores momentos da vida juntos. Era maravilhoso acordar no final de semana e te olhar nos olhos e vê o “eu te amo” no desenho dos teus lábios que sorriam para mim. Teus suspiros não me deixavam sair da cama nos domingos.
A minha vida mudou. Não quero mais você encostada no meu ombro todos os momentos. Chega de puxar o meu pé proibindo que eu saia para os lugares. Por mais tentadora que você seja, não há mais razão para continuarmos juntos, não existe mais um caminho comum.
Estou em outra e não tenho vergonha de assumir isso publicamente. Não há mais motivos para manter um relacionamento de fachada e viver uma solidão a dois. Estou disposto a viver o resto dos meus dias sem você, então Preguiça, deixe-me em paz. FIM!